sábado, 25 de agosto de 2012

Vegetarianismo


Um vez por semana faço uma refeição vegetariana e gostava de fazer mais. Tenho onde pesquisar receitas, mas acabo sempre por não variar muito, daí que ser vegetariano poderia ser um bocado limitativo! Gosto de carne obviamente que sim, mas também não vario muito, era capaz de comer frango a vida toda e deixar os outros animaizinhos em paz, mas depois dão-me aquelas saudades de comer pato, coelho, cabrito e por ai fora, daí que jamais conseguiria ser um vegetariano a 100%!
Mas isso de deixar de comer carne é complexo e quase precisa de um dicionário. Sabiam que existem várias formas de vegetarianismo? Pois existe o semivegetarianismo, o ovolactovegetarianismo, o lactovegetarianismo, o ovovegetarianismo, o vegetarianismo semiestrito e o estrito. Que é como quem diz, uns comem peixe mas não comem carne, outros comem apenas aquilo que não implica o sacrifício animal permitindo os laticínios e os ovos, e outros são completamente extremistas. Por curiosidade fui ver em que base se assentava o venganismo, pois pensei que tivesse uma filosofia mais ligeira, concordo com alguns pontos, mas não vejo qual o abuso ou a exploração de consumir leite e ovos. Defensores dos direitos animais sim, mas nada de radicalismos.
Na blogoesfera duas autoras se destacam. Vegetarianas pois claro. Sigo cada post com interesse, cobiça e uma enorme vontade de comer tudo o que cozinham. Um aviso: as imagens são deliciosas.


Um comentário:

Diário da Actualidade disse...

Com este post, lembrei-me dum ano da minha vida em que fui vegetariano, vou falar sobre isso um dia no meu blogue. Obrigado, pela inspiração !!